segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Entrevista com o Luan Lamen Dalmaso-B.BOY.


Salve rapa do Hip-Hop,me propus a colaborar com uns post's aqui no blog e aí me bateu a dúvida: quem eu "entrevistaria" primeiro?
Deixo claro aqui que nao sou jornalista e nem nada do gênero, sou só alguem que gosta de desafios e esse de escrever era um que eu queria realizar já há algum tempo...
nisso volto ao questionamento: quem? quem?
Apesar do blog se chamar Comunidade do Rap, sabemos que o pai Hip-Hop teve quadrigêmeos e devemos amar e respeitar seus quatro filhos de igualmente.
Como ja temos no blog matérias com Mc's defendendo a bandeira do rap, resolvi de início, abraçar o Break (futuramente os outros elementos também), um braço da cultura com o qual é impossível não se identificar.
Escolhida a pauta,propus ao Luan Lamen Dalmaso, b.boy da crew mais premiada do estado (We Love To Rock) e alguem que eu admiro a correria em prol do Hip-Hop sul matogrossense,que trocasse uma idéia com a gente.

Sem mais delongas,Luan por ele mesmo.

Marina: Quem é Lamen?

Luan: Lamen é o lider da Floor Squad,linha de frente da We Love To Rock,e representante do Hip-Hop douradense.

Marina: Fale um pouco sobre seu início no Hip-Hop:

Luan:  Meu primeiro contato com o Hip-Hop foi na escola primária,quando alguns amigos comentavam sobre uma 'dança' chamada Hip-Hop (Betão e outros colegas de classe); 
Depois de ver o grupo Nação Hip-Hop se apresentar, eu e alguns amigos iniciamos um grupo do qual me desliguei em 2001, começando a treinar com o Rudimar, mas parando de dançar no mesmo ano, voltando em 2006 quando o Chumbo me convidou pra dançar novamente, mesmo quando me desliguei da dança, me mantive ouvindo Rap e lançando alguns Bombs.

Marina: Em quem você se espelha pra fazer o seu trabalho?

Luan: Me espelho em minha crew, nos pioneiros do Hip-Hop e  me espelho em meus amigos.

Marina: Acha que o Hip-Hop sul matogrossense tem evoluido?

Luan: Acho que o Rap do MS tem evoluido bastante;os outros elementos não.

Marina: O que ainda precisa mudar na sua opinião?

Luan: Creio que precisamos de mais estudo sobre a cultura, mais comprometimento com os eventos, mais festas Hip-Hop de verdade como o "Baile Black Pa Nóis", e mais projetos sociais pra levar a cultura Hip-Hop aos jovens;

Marina: Conte-nos sobre seus projetos(curto,médio e longo prazo):

  Luan: Bem, meu projeto no momento é me recuperar das minhas lesões, voltar a viajar, competir e me divertir dançando; Contribuir pra que a cena do Breaking no MS possa evolir, continuar ajudadando a organizar eventos em Dourados para que o Hip-Hop possa crescer aqui;
Acho que não tenho projetos a longo prazo, quero curtir o momento, continuar o que estou vivendo, se pá me aprofundar no Graffit, gravar um som de "bagunça" com os mlks... sei lá, me divertir.. hahaha

Marina:Luan,impossível falar com você e desvincular sua imagem da "We Love To Rock", conte-nos um pouco sobre o trampo dessa crew:

Luan:  A We Love To Rock pertence ao projeto "DDS CITY", é um dream formado pelas crews Floor Squad e The Rootz; já representamos o projeto em diversos estados e paises;
Nosso trabalho, é na verdade, nossa filosofia de representar o Hip-hop da melhor maneira possível,se divertir com os amigos e levar nosso nome pra várias cidades,estados e países;

Marina: Como b.boy, qual sua opinião a respeito desses concursos de dança em redes de tv?
Acha que ajuda na desmistificação da marginalização do movimento?

Luan: Eu acho que o verdadeiro Hip-hop sempre vai ser á margem do modelo de sociedade imposta pelos meios de comunicação; o único ponto positivo que vejo nesses concursos é a divulgação do trampo de quem participa deles.
No meu ponto de vista, o problema desses programas é que nunca transmitem o Hip-Hop do jeito que ele é, sempre encontram uma forma de maquiar a cena.

Marina- Muito obrigada pela atenção Luan, por ter falado conosco e deixo em aberto agora, caso você queira acrescentar alguma coisa, mande seu salve geral:

Luan: Bom, quero mandar um salve pra toda rapa da Floor squad/the rootz/W.L.2R, pra geral que curte meu corre, pros meus manos da Style skill, pra rapa do rap : TGB, HG, Dani, Lcy, Senkapuz, Marina, Md, Vander Posse sul, Amarelo, pro mestre do Drunk style Danlitros, pro meu  truta Magão que sempre salva nas baladas, um salve pra Gi que já salvou vários rolês... pra quem eu esqueci, um "é nóis" hahahaha
Um abraço pros meus irmãos : Pedrinho, William, Mathias, Rocco, Diego(Chile), mixa, Luan, red, Chard, Dj Saturn, Fernandinho, Jeem, Chilli...
Paz, Amor, Respeito e Diversão.

Taí galera,espero que voces tenham curtido essa idéia que trocamos com um dos b.boys mais comprometidos com a cultura Hip-Hop. Quem quiser conhecer mais sobre o trabalho dele é so acessar o este link
Aguardem,logo menos tem mais....
Se gostou da entrevista, conte-nos no mural de recado ao lado

vejam o trampo deles no vídeo  abaixo




Nenhum comentário: